Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Agrotis

Sexta-feira, 10 de maio de 2019

Sindicato Rural realiza AGO e eleição de diretoria para triênio 2019-2022

O Sindicato Rural de Guarapuava realizou no dia 29 de março, em sua sede, Assembleia Geral Ordinária (AGO), eleição e posse de diretoria para o triênio 2019-2022. A assembléia ocorreu durante a manhã, no anfiteatro do sindicato, com a presença do presidente da entidade, Rodolpho Luiz Werneck Botelho, diretores e sócios.

Os trabalhos tiveram início com a gerente do sindicato, Luciana de Queiroga Bren, anunciando a AGO. Em seguida, o diretor Cícero Passos de Lacerda fez a leitura do Edital de Convocação, publicado no Jornal Correio do Cidadão, de Guarapuava, no dia 22 de fevereiro de 2019.  

Logo após, o presidente do sindicato apresentou um balanço das principais atividades realizadas em 2018, recordando que a entidade também continuou a proporcionar serviços aos associados, como ITR, CCIR, folhas de pagamento de produtores rurais e Ato Declaratório Ambiental (ADA), entre outros. Conforme ressaltou, o sindicato seguiu desempenhando seu papel, ao somar forças com o segmento da agropecuária, com apoio e/ou participação em eventos. Ao mesmo tempo, acrescentou, em 2018 o Sindicato Rural de Guarapuava, em parceria com o SENAR-PR, foi o que mais mobilizou cursos no Paraná, com um total de 241, em seu município sede, além de Candói, Cantagalo e Foz do Jordão. 

O presidente destacou, ainda, a importância do sistema de instituições de representação do segmento agropecuário, que hoje no Brasil inclui a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), as federações estaduais da agricultura (no Paraná, a FAEP) e os sindicatos rurais. Ele recordou que a Federação da Agricultura do Paraná publicou um relatório de atividades de 2018 e sublinhou como importante que também os produtores rurais de Guarapuava e região conheçam aquela publicação, que estava disponível na AGO.

Na sequência, seguindo os trâmites da assembleia, Botelho procedeu à apresentação da prestação de contas de 2018 e do relatório comparativo 2017/2018. O presidente convidou então o sócio do escritório contábil que atende ao sindicato, Ted Marco Sander, para fazer a apresentação do balanço patrimonial, a declaração de resultado de exercício e o balancete de verificação referente ao ano de 2018. Sander mostrou gráficos comparativos de receitas e despesas  no período de 2010 a 2018. De acordo com ele, houve redução drástica nas receitas advindas da Contribuição Sindical, que deixou de ser obrigatória em todo o país, ocorrendo o crescimento de outras receitas, o que em sua avaliação demonstra que o sindicato está buscando sua sustentabilidade.

Em seguida, falando em nome do Conselho Fiscal, o suplente Anton Gottfried Egles fez a leitura do parecer do conselho em relação números apresentados. O associado Francisco Serpa submeteu as contas à votação da AGO, que decidiu pela aprovação. A assembléia também aprovou o orçamento para 2019.  

Presente à assembléia, a associada Maria de Lourdes Tullio elogiou a entidade sindical: “o que o sindicato rural oferece para o produtor rural é muito importante. Tanto os eventos como cursos, sempre temos o que aprender. Mais pessoas deveriam procurar e participar das ações do sindicato, porque ele nos auxiliar a melhorar a qualidade de vida e à família, para crescer mais no campo”. Conforme relatou, mesmo após ter ficado viúva, ela prosseguiu participando das atividades: “Meu marido era associado desde o início do sindicato. Depois que ele faleceu, fiquei como sócia e hoje além de participar dos eventos e cursos do Senar, faço os serviços de documentações, enfim, todo o auxílio que eu necessito, é feito no sindicato”. Maria de Lourdes também se referiu às informações da assembléia: “A prestação de contas, durante a AGO, foi bem clara e bem apresentada, acho que não ficou nada de dúvidas para o associado”.

Eleições de diretoria e conselho fiscal

No decorrer do mesmo dia, na eleição de Diretoria, com chapa única, realizada das 8h às 17h, Rodolpho Luiz Werneck Botelho foi reconduzido à presidência para mais uma gestão de três anos, com os demais eleitos, entre diretores e conselheiros fiscais.

Presidiu os trabalhos da mesa de votação, o sócio Francisco Antônio Caldas Serpa, com a colaboração dos sócios Mário Bilek e Tjago Gavanski. Imediatamente após encerrada a votação, eles procederam à contagem de votos.

Solenidade de posse

A posse dos diretores ocorreu na noite do dia 29 de março de 2019, no anfiteatro, com a presença de autoridades, lideranças e de associados ao sindicato. Compuseram a mesa de honra da cerimônia e realizaram pronunciamentos, o prefeito de Guarapuava, Cesar Filho; a deputada estadual Cristina Silvestri; o presidente da Câmara Municipal de Guarapuava, João Carlos Gonçalves; e o diretor financeiro da FAEP, Paulo José Buso Junior, que representou o presidente da entidade, Ágide Meneguette. Como membro da federação, Buso Junior deu posse aos eleitos.

Ao dirigir-se aos presentes, Botelho voltou a enfatizar a necessidade dos produtores rurais apoiarem suas entidades de representação: “Reassumimos a direção da entidade em um momento de grandes desafios. Com o fim da obrigatoriedade da Contribuição Sindical Rural, nossa receita caiu 70%. Sendo assim, estamos colocando em prática um projeto de sustentabilidade sindical, que visa mostrar aos sócios que, mais do que nunca, precisamos deles para darmos sequência ao importante trabalho de representá-los”.

O presidente também ressaltou ser necessário que as entidades representativas do setor rural divulguem ainda mais suas ações, para que os produtores compreendam melhor seus papéis: “Nosso desafio agora é ter a certeza de que todos tem o conhecimento da importância da entidade e que não nos chegue mais a pergunta: o que o Sindicato Rural ou o que o Sistema CNA e FAEP fazem?”. Botelho completou que o papel do sindicato rural é também o de evidenciar a importância do segmento agropecuário, em nível local e nacional: “A nossa batalha para mostrar que o nosso setor é um dos principais da economia brasileira, com produção capaz de abastecer grande parte do mercado interno e ter desempenhos de destaque no mercado externo - e com sustentabilidade, continua”.

Ele antecipou a linha de atuação da diretoria eleita: “Continuaremos focados na capacitação profissional e informação técnica de qualidade, visando rentabilidade, altas produtividades, qualidade e segurança no campo. Para quem não sabe, esse é um trabalho totalmente voluntário, que demanda tempo para reuniões, viagens, eventos, discussões, responsabilidade e preocupações em nome da classe”.

Por fim, Botelho enalteceu a entidades que somam forças com o sindicato: “Agradeço a parceria da FAEP e do SENAR, especialmente do nosso presidente Ágide Meneguette. Agradeço diretamente o Sr. Paulo Busso Junior, aqui presente, representando a Federação. Agradeço a parceria do nosso supervisor, Grosse, que sempre buscou atender a demanda dos nossos associados e da nossa diretoria. Agradeço os parceiros da entidade que nos apoiaram e nos deram ânimo para chegar até aqui, em especial todas as empresas anunciantes da Revista do Produtor Rural do Paraná”.

Na sequência, o presidente saudou três novos integrantes da diretoria: os suplentes de Conselho Fiscal, Gabriel Gerster, Hildegard Abt e Sueli Karling.

Diretoria do Sindicato Rural de Guarapuava – Triênio 2019-2022

Presidente – Rodolpho Luíz Werneck Botelho

1º Vice presidente – Josef Pfann Filho

2º Vice presidente – Gibran Thives Araújo

1º Secretário – Cícero Passos de Lacerda

2º Secretário – Anton Gora

1º Tesoureiro – Jairo Luiz Ramos Neto

2º Tesoureiro – Carlos Eduardo dos Santos Luhm

Delegado representante – Anton Gora

Conselho Fiscal

Titulares: Anton Gottfried Egles, Lincoln Campello e Roberto Eduardo Nascimento da Cunha

Suplentes: Sueli Karling, Gabriel Gerster e Hildegard Abt

 

Homenageados

Em nome do sindicato, Botelho prestou ainda uma homenagem a três diretores que deixaram seus cargos ao final da gestão 2016-2019: João Arthur Barbosa Lima (1º tesoureiro); Luiz Carlos Colferai (Conselho Fiscal); e Alexandre Seitz (Conselho Fiscal).

Sindicato Rural de Guarapuava: um trabalho

para o desenvolvimento do produtor rural

O Sindicato Rural de Guarapuava vem se destacando, ano a ano, por um trabalho voltado ao desenvolvimento do produtor: além de promover e apoiar eventos técnicos da agropecuária, como palestras e dias de campo, a entidade realizou em parceria com o SENAR-PR, ano passado, um expressivo número de cursos de capacitação voltados ao meio rural. Ao mesmo tempo, o sindicato mantém importantes serviços para seus associados.

Serviços prestados em 2018

ITR – Cerca de 1000 declarações de Imposto Territorial Rural ao longo de todo o ano

CCIR – Em torno de 200 Certidões de Cadastro de Imóvel Rural

Certidão Negativa do IAP – 835 certidões emitidas

Folha de Pagamento – Em média, 65 produtores rurais

Ato Declaratório Ambiental (ADA)/Ibama

Assessoria jurídica (parceria com escritório Dr. Fábio Decker)

Cursos em parceria com o SENAR-PR

241 cursos, mais de 2.600 participantes, em Guarapuava, Candói, Cantagalo e Foz do Jordão

Comissões Técnicas da FAEP

A FAEP possui várias comissões técnicas, cada uma com o papel de buscar o desenvolvimento de um determinado setor da agricultura ou da pecuária. Dentro do sistema representativo do segmento agropecuário, as comissões são consideradas importantes: elas são um espaço para tratar de problemas e soluções de suas respectivas áreas de atuação. Nelas, lideranças, produtores e técnicos também debatem reivindicações, tendências e inovações de seus setores. O Sindicato Rural de Guarapuava participa das comissões de: Bovinocultura de Leite; Bovinocultura de Corte; Caprinocultura e Ovinocultura; Suinocultura; Cereais, Fibras e Oleaginosas; Hortifruticultura; e Meio Ambiente.

Eventos técnicos do agronegócio

Todos os anos, o Sindicato Rural de Guarapuava realiza e/ou apóia os mais importantes eventos técnicos do agronegócio no centro-sul do Paraná. Em seu dia a dia, o sindicato também debate e difunde informação técnica em suas comissões, como as de Grãos, Bovinocultura de Leite, Bovinocultura de Corte, Ovinos, Erva-Mate, entre outras. A entidade também promove ou participa da organização de caravanas de produtores a eventos da agropecuária, como o Show Rural.

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Agrotis