Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Paran Silos

Sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Time de Difusores: informação sobre tecnologia e produtividade

A Corteva realizou, dia 6 de agosto, em Guarapuava, mais uma edição do Time de Difusores, um evento que reuniu informação técnica e de pesquisa. Mas sucessão familiar e resultados de produtividade de materiais da Pioneer em lavouras comerciais de produtores de Guarapuava, do Paraná e do Brasil também deram aos participantes um quadro do perfil de cada híbrido apresentado. Depois de abrir a programação relembrando a formação da Corteva, que reuniu a Dow e a DuPont Pioneer, o gerente comercial da empresa para Guarapuava e Ponta Grossa, Martinho Luís Skawinski, comentou em entrevista o objetivo do encontro: “O Time de Difusores, juntamente com os Grandes Lançamentos, é de extrema importância aqui para a região, porque a gente reúne os principais recomendantes, os agrônomos, como também produtores líderes e o corpo técnico de grandes cooperativas e de revendas”. Skawinski ressaltou as novidades da linha de produtos: “Estamos em uma renovação de portfólio de milho e introdução de soja. O evento em si é focado em tecnologia, questões de manejo. A Pioneer entende que pequenos detalhes de manejo podem resultar em altíssimos ganhos de produtividade”. Após o encerramento do evento, o representante comercial da Pioneer Sementes na região de Guarapuava, Cyrano Yazbek, considerou que a edição 2019 do Time de Difusores alcançou êxito mais uma vez: “O pessoal vem de longe, participa e volta para sua propriedade abastecido de informações técnicas que agregam no negócio de cada um”. Confira um resumo das palestras.

Sucessão Familiar

Gustavo de Lima Lemos – Safras e Cifras

“Na sucessão familiar, temos que pensar em negócio, patrimônio e família. Em negócio: sistema de controle, processo de tomada de decisão, desenvolvimento e inovação. Patrimônio: único lugar em que obrigatoriamente seremos sócios na família. Então, tenho que tratar de investimentos, riscos financeiros, afinidade societária. E como se desenvolve a afinidade societária? Com clareza, com regras. Por que isso é importante? Porque se houver uma herança, tem que haver um ambiente de diálogo. A família: quem é que já parou para perguntar se os filhos querem ser produtores rurais? Tenho que trabalhar essas questões, desenvolvimento pessoal e profissional dentro da família. Comunicação: o problema de todas as relações que acompanhamos – vamos fazer 30 anos de empresa em janeiro – é comunicação. E compromisso de cada um com a continuidade. Se as pessoas não quiserem continuar juntas, qual é o futuro dessa empresa?”

Curvas de população de lançamentos de milho

Pergentino de Bortolli – Agrônomo da Corteva

“O objetivo de testar populações é extrair o máximo que os híbridos podem estar oferecendo de produtividade. Outro ponto é a adubação nitrogenada. Esse trabalho também foi realizado em Candói – foram cruzados população com adubação nitrogenada. Isso, para ter uma curva de resposta em diferentes níveis de investimento em nitrogênio. A gente observou que, nas maiores doses, os materiais respondem até uma população mais elevada e isso traz uma competitividade da cultura do milho frente às outras culturas de verão. Então, trazem a viabilidade da cultura, porque se consegue altas produtividades conciliando altas doses de nitrogênio com alta população. O ensaio de Candói foi implantado de 10 a 15 de setembro. As populações variaram de 55, 70, 85 e 100 mil plantas por hectare. Esse ensaio sucedeu azevém com corte para fenação”.

Crop Protection

Rodrigo Bürkle – Agrônomo e Representante Técnico de Vendas da Corteva em Guarapuava

“A Corteva hoje é a marca-mãe. A Pioneer e a Brevant são as duas marcas de sementes da empresa. E o nosso Pipeline, o que está para vir, dos nossos produtos é bastante extenso, com vários lançamentos ao longo dos próximos anos, fortalecendo o portfólio já existente. A gente tem na região de Guarapuava e todo o entorno produtores bem tecnificados, são referências, e é importante podermos trazer o que temos de melhor, qual o projeto, a perspectiva de novos produtos, de novos materiais, e poder conciliar tudo o que há em torno da produtividade. Esse é o nosso objetivo: trazer a melhor produtividade para que o produtor tenha rentabilidade na lavoura”.

 

Manejo para altos rendimentos em milho

Sandra M. V. Fontoura, pesquisadora da FAPA

“As perdas de nitrogênio por volatilização, a gente inicialmente não considerava como muito importantes. Mas percebemos que já não são perdas desconsideráveis: na média em 12%, mas tem chegado até 25%. Como alternativas, o que podemos pensar? Primeiro, procurar, antes da aplicação, ver a condição climática e de preferência aplicar antes da chuva, mesmo sendo uréia. A chuva acaba promovendo a descida do nutriente no perfil do solo e reduzindo as perdas. E também o que temos observado é que podemos lançar mão de algumas outras fontes – se for o caso – de nitrogênio. Temos, no mercado, disponíveis, fontes com inibidores de urease, que reduzem a perda em torno de 50% no comparativo com a aplicação de uréia comum, ou mesmo o uso de nitrato de amônio. Claro que temos que fazer antes disso uma relação custo-benefício”.

Grandes lançamentos de milho e soja Pioneer

Thiago Hauagge – Marketing / Pioneer

“Trazemos quatro lançamentos de híbridos de milho para o verão sul: P1225 VYHR, P3016 VYHR, P29 YH e, claro, para a área de refúgio, P2601. No mercado de soja, tivemos 11 lançamentos para o Sul. Mas hoje, focamos em quatro, que são para a região, tanto sojas hiper precoces, quanto de ciclo mais tardio. Trazemos também novas tecnologias, PWU – hoje, detemos a melhor tecnologia do mercado, com quatro proteínas-inseticidas para o controle da lagarta. O que a gente busca é trazer maior benefício, mais rentabilidade para o nosso cliente, que é o produtor rural. Fomos cobrados, nos últimos anos para trazermos para o mercado híbridos, lançamentos com potencial produtivo e hoje temos a grata satisfação de trazer lançamentos como o P3016. Clientes plantaram neste ano e colheram acima de 17 toneladas por hectare”.

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Paran Silos