Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Grupo Pitangueiras

Quarta-feira, 26 de agosto de 2020

REVISTA DO PRODUTOR RURAL: 13 anos de informação sobre o agro!

Há 13 anos, o Sindicato Rural de Guarapuava decidiu ampliar a difusão de informações que já vinha realizando até então por meio de informativos. A diretoria da época, liderada pelo produtor Cláudio Marques Azevedo, e a assessora de comunicação, jornalista Luciana de Queiroga Bren, deram início àquela que se tornou nos anos seguintes uma revista que, para vários agropecuaristas e profissionais do campo, se tornaria uma referência: a REVISTA DO PRODUTOR RURAL.

Hoje reconhecida e consolidada em seu segmento, a publicação, em seu passado e seu presente, tem sido marcada por sintonia com a agricultura e a pecuária para poder chegar às mãos de seus leitores trazendo na pauta uma grande variedade de temas rurais do centro-sul do Paraná: da cobertura de eventos técnicos regionais, até a atuação das entidades de representatividade rural para fortalecer os produtores, como o Sindicato Rural de Guarapuava e o Sistema FAEP/SENAR-PR – destacando ainda um panorama das safras de verão e de inverno e entrevistando o produtor no campo, para refletir seus desafios e avanços.

E se no momento de seu surgimento, em 2007, a informação era já importante, ela se torna ainda mais hoje, quando as mudanças na tecnologia e nos mercados surpreendem dia a dia. O presidente do Sindicato Rural, Rodolpho Luiz Werneck Botelho, ressaltou que a publicação se tornou um canal de comunicação e difusão da entidade e do agro regional: “A REVISTA DO PRODUTOR RURAL, do Sindicato Rural, é uma ferramenta de extrema importância para os nossos produtores. E quando falo ‘nossos produtores’, não digo só da região de Guarapuava, mas abrangendo todo o Estado e até boa parte do país. A revista chega aos nossos sócios, às empresas parceiras, às entidades de liderança, aos nossos formadores de opinião, quer sejam da academia, das entidades de pesquisa e políticos”. Botelho assinalou ainda os diversos temas tratados como um ponto de destaque: “É uma revista de abrangência de assuntos extremamente interessante. Claro que focada mais nas cadeias produtivas que temos aqui na região, mas trabalha muito com o setor agropecuário, com agricultura propriamente dita, com a pecuária, até com a parte florestal, sempre procurando levar informação e tecnologia para os produtores”.

Divulgação, reforçou, é fundamental: “Nós temos uma necessidade grande de apresentar essas informações, as novas tecnologias, através das entidades de pesquisa, das empresas parceiras, das cooperativas, que fazem parte do setor produtivo rural, e colaboram com toda essa pujança e com toda essa grandeza que é o setor rural”. Conforme recordou, o segmento é o principal nesta parte do estado: “É o setor básico aqui da nossa região, um setor fundamental do nosso estado do Paraná, e também é o que tem ajudado a manter o crescimento do Brasil, mesmo numa época de crise de pandemia”.

À frente da redação, a editora-chefe da revista se diz realizada pelo trabalho desenvolvido até aqui, mas sem esquecer o momento grave que vive o país e o mundo: “Fico muito feliz em comemorar 13 anos da Revista do Produtor Rural. Mesmo em meio à pandemia do novo Coronavírus, ela se mantém firme e forte, nas duas últimas edições com menos páginas, devido ao cancelamento de eventos técnicos, mas com a mesma credibilidade, construída ao longo dos anos”. Luciana sublinha que a comunicação é indispensável, em especial para difundir entre os produtores os experimentos de pesquisadores nas diversas culturas ou ramos da criação de rebanhos comerciais: “A informação para quem vive da agropecuária é essencial. E não qualquer informação, mas sim a de qualidade, fruto de pesquisas técnico-científicas, experimentos e resultados. É essa informação que procuramos difundir na revista. O produtor rural é muito assediado diariamente pelo comércio agropecuário e precisa ter discernimento para saber onde realmente vale a pena investir. Para isso, precisa de informação”.

A jornalista ressaltou que, com isso, a publicação faz parte hoje das atividades da entidade sindical rural para os associados: “A revista é um serviço do Sindicato Rural e foi ela que difundiu a entidade e essa região agropecuária no cenário nacional. Hoje, no Brasil, todo mundo sabe que Guarapuava é referência em milho, por exemplo, com uma das produtividades mais altas do país. E a revista contribuiu para difundir esse conhecimento”.

O trabalho, no entanto, assinalou, é fruto de um esforço conjunto, com a participação dos diretores, dos próprios sócios e dos parceiros do sindicato: “Agradeço imensamente toda diretoria, sócios e parceiros da revista, muitos deles, anunciantes que estão conosco desde o início. Esse apoio nos dá forças para seguir em frente”.

Em pauta, diversas atividades

da agricultura e da pecuária

Já em suas primeiras edições, em 2007, a REVISTA DO PRODUTOR RURAL se voltou a abordar as mais diversas atividades rurais. As reportagens têm destacado ainda eventos promovidos pelo Sistema FAEP/SENAR-PR e por instituições de ensino superior para a difusão de tecnologia no centro-sul do Paraná, assim como as expressões culturais do tradicionalismo, típico do Sul do Brasil.

Inovação: em destaque,

o trabalho das cooperativas

Como veículo que busca levar informação para agricultores e pecuaristas, a REVISTA DO PRODUTOR RURAL não poderia deixar de enfocar com destaque as atividades que as cooperativas realizam, no centro-sul do Paraná, para difundir aos produtores conceitos de tecnologia e eficiência na produção. Direto de nosso arquivo de fotos, alguns dos eventos que foram ou que têm sido notícia em várias edições.

Nas capas, um pouco da

história do agro na região

Além da evolução do projeto gráfico, a REVISTA DO PRODUTOR RURAL, ao longo de seus agora 13 anos de existência, tem destacado um pouco da história do agronegócio regional. As capas da publicação refletem assuntos relevantes.

Relevando a força da mulher

também no segmento rural

Desde seu início, em 2007, a REVISTA DO PRODUTOR RURAL tem contado com uma equipe na qual é forte a presença feminina. Com este olhar sensível à luta por direitos iguais e à conquista de espaço que a mulher, merecidamente, vem alcançando em vários setores, a publicação produziu, em 2017, a série Mulheres do Campo. As reportagens trouxeram entrevistas com nada menos do que 18 produtoras, que estão à frente de atividades como agricultura e pecuária em suas propriedades. As matérias mostraram que também no segmento rural, elas reafirmam sua garra, competência, criatividade e espírito empreendedor.

 

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Grupo Pitangueiras