Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Pioneer

Sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Palestras técnicas sobre a cultura da batata atraíram centenas de pessoas

O Sindicato Rural de Guarapuava sediou no dia 11 de julho, o 2º Encontro Técnico sobre a Cultura da Batata. Realizados pelos grupos Agrônomos da Batata – Guarapuava- PR e Agroalpha, o evento teve como objetivo a difusão dos conceitos das atuais tecnologias sobre a cultura da batata.

Cento e cinquenta pessoas participaram do evento, que teve como programação durante todo o dia diversas palestras técnicas sobre a produção da batata.

Um dos organizadores do evento, o agrônomo Rene Bandeira avaliou que o encontro foi um sucesso. “Sempre me dediquei a aprender um pouquinho sobre a cultura da batata. Há mais de 30 anos estou na atividade, não só como engenheiro agrônomo, mas também como produtor. Esse evento foi brilhante, nos trouxe muito conhecimento e agregou muita novidade”.

Para Bandeira, essa é apenas uma das ações que devem ser feitas pela cultura da batata na região. “Acredito que temos que fazer mais e quanto mais fizermos, mais saberemos, ficaremos mais competitivos, contribuiremos para produção da cultura da batata e ativamos a nossa economia. A batata é uma cultura extremamente técnica, depende de muita tecnologia e pesquisas”.

O agrônomo ainda destaca que o bataticultor necessita de mais aporte da pesquisa e do próprio mercado. “Nós plantamos batata no Brasil durante todos os meses do ano e dependemos de sementes próprias, cultivadas por nós mesmos. Dependemos de muito tempo para gerar essas sementes e também de um grande volume. Devemos produzir e armazenar em condições adequadas, por conta própria. Então, tudo isso depende muito do produtor, não conseguimos comprar tecnologia pronta, temos que criar a nossa própria tecnologia”.

Apesar de todos os desafios da cultura, Bandeira avalia que os produtores de batata do Brasil se destacam por serem bastante técnicos e conseguem ótimos resultados. “Movimentamos muito a economia, geramos muitos empregos e fazemos com que a atividade seja rentável. A batata é uma das culturas com maior aporte financeiro por área. Ela produz até 20 vezes mais que uma cultura de grão por área”.

Confira o resumo das palestras apresentadas:

Manejo Nutricional

Rogério Peres Soratto (professor UNESP)

“É preciso levar em consideração a importância de cada nutriente na cultura da batata. É necessário  olhar o manejo de cada nutriente, porque no Brasil, no manejo nutricional da cultura da batata, usa-se uma receita de bolo, com uma fórmula principal de fertilizante, que é o 4-14-8. Eu enfoquei que em cada condição de fertilidade de solo, cada cultivar, cada época de cultivo, há uma necessidade diferente de um ou outro nutriente. O produtor precisa conciliar esse cuidado e manejar individualmente as doses e a época de aplicação de cada um dos nutrientes. Por exemplo, o fósforo o produtor deve decidir basicamente com análise do solo e aplicar no sulco de plantio. Mas, por exemplo, o nitrogênio ele não vai ter muita referência na análise de solo, por isso, aplicar só no sulco de plantio, normalmente, não é a melhor opção. É preferível aplicar parceladamente ou usar uma fonte que libere esse nitrogênio gradualmente. Potássio é interessante parcelar, não concentrar muito no sulco de plantio. Enfim, cada nutriente tem sua particularidade”.

Física do solo

Cássio AntonioTormena (professor UEM)

“A física do solo é uma questão muito importante dentro do sistema de produção, mas o pessoal ainda tem muita dúvida e dificuldade quanto ao manejo. Manejar fisicamente o solo se faz via conhecimento, com as experiências que se tem em campo. Primeiramente, é necessário identificar se o solo está fisicamente bom ou não. Existe uma carta de avaliação para isso. Tira-se uma amostra e avalia-se em que situação está o seu solo, se está em uma condição boa, intermediária ou ruim. Isso é muito importante para o produtor ou técnico, porque mostra as limitações desse solo. A partir daí, apresentam-se algumas soluções para transformar esse solo ruim em uma situação boa e preservar a estrutura daquele que está em uma situação boa, obtendo melhores produtividades”.

Modo de Ação dos Fungicidas

Renato Agnelo

“Conhecer o modo de ação dos fungicidas é muito importante para tomada de decisões, aonde vai se conseguir melhor eficiência dos produtos e consequentemente, uma lavoura saudável. É um assunto aparentemente complexo, mas importante. O produtor rural precisa se preocupar com o uso incorreto de fungicidas, pois o mesmo modo de ação acarreta perda de eficiência e danos às culturas. Muitas vezes, o produtor perde a cultura por falta de conhecimento do uso correto dos produtos. Muitas vezes o produtor olha só o lado comercial ou a tradição. São mais de dez anos para desenvolver um fungicida e em menos de dois anos, às vezes, o produtor perde o produto por mau uso e falta de conhecimento”.

Resistência a fungicidas na cultura da batata

Leonardo Angelo de Aquino

“Algumas das principais soluções para a não resistência dos produtos são o material propagativo sadio, a rotação de culturas com gramíneas forrageiras, como a braquiária, o milheto, enfim, plantas que venham a melhorar a saúde do solo; o preparo do solo antecipado, deixando a área preparada com certa antecedência em relação ao plantio. Destacamos também o uso do controle biológico que pode ser bem importante para patógenos de solo; a escolha correta e o conhecimento dos mecanismos de ação dos fungicidas com a finalidade de estratégia anti-resistência e dentro desse contexto, também as corretas práticas para que se aplique dentro do alvo que tem o máximo ativo da folha, quando ela é o alvo, e com isso, se alcance a melhor eficácia do controle químico. Dependendo do patógeno, o produtor deve considerar diversos fatores. No caso da requeima, por exemplo, ele deve considerar a fase fenológica da planta e condições climáticas. Em outras fases, são outras prioridades”.

Biologia da Diabroticaspeciosa

Cristiane Nardi (professora Unicentro)

“Muitas vezes, o produtor ou o agrônomo tentam manejar o inseto, aplicam os inseticidas, mas não conhecem a fundo a biologia do inseto e o comportamento. Esse conhecimento poderia agregar um valor maior na hora dele controlar, uma eficiência maior no produto e na aplicação. Conhecendo bem a biologia e o comportamento da praga, é possível manejar de uma forma mais racional e inteligente. A diabrotica é um inseto que vive durante uma fase da vida no solo e a outra fase da vida na parte aérea das plantas. A cultura da batata é seu principal substrato, tanto para os adultos que ficam na parte de cima do solo, quanto para as larvas, que ficam na parte de baixo. As plantas mais adequadas para o desenvolvimento desse inseto são a batata e o milho. Por isso, a importância do conhecimento da biologia do inseto e outros aspectos”.

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Pioneer