Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Grupo Pitangueiras

Quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Candidatos a prefeito de Guarapuava apresentaram propostas em evento organizado pelo Sindicato Rural e ACIG

Evento reuniu produtores rurais, empresários do comércio e da indústria, de forma presencial e online.

O Sindicato Rural de Guarapuava e Associação Comercial e Empresarial de Guarapuava (Acig) promoveram na noite de quarta-feira (11), evento de apresentação das propostas dos candidatos a prefeito de Guarapuava. O evento foi realizado de forma presencial, com público reduzido, respeitando as medidas de prevenção ao Covid-19 e de forma online, com transmissão ao vivo pelas páginas do Facebook das entidades. 
Todos os candidatos foram convidados. Com os que confirmaram presença foi realizado sorteio um dia antes do evento, determinando a seguinte ordem de apresentação: Celso Góes (Cidadania) – Vice: Samuel Ribas de Abreu (PSD); André Tecchio (DC) – Vice: Professor Renatinho (DC); Jabur do Motocross (PMN) – Vice: Paulo Vier (Avante); Vitor Hugo Burko (DEM) – Vice: Thiago Pfann (DEM) e Janaína Naumann (Republicanos) – Vice: Luiz Juraski (Republicanos).
Cada candidato teve direito a 20 minutos de apresentação das propostas e ao final da apresentação responderam as mesmas perguntas, uma elencada pela Acig, sobre a possibilidade de durante a gestão ser criado um comitê de desenvolvimento do município formado por representantes de diversas entidades e outra sobre estradas rurais, feita por membros do Sindicato Rural. Ao todo, cada candidato falou por 30 minutos.
Além disso, todos os candidatos receberam da presidente da Acig, Elaine Scartezini Meirelles, e do presidente do Sindicato Rural, Rodolpho Luiz Werneck Botelho, um documento com sugestões de medidas para fomentar o desenvolvimento de Guarapuava em todos os setores.
Durante a abertura do evento, Botelho agradeceu a participação do público e dos candidatos e pediu apoio para o agro regional, ressaltando que o desenvolvimento desta área reflete em diversos setores. “Os efeitos do desenvolvimento da agropecuária irradiam para outros elos da cadeia. A eficiência na produção primária permite a instalação e o abastecimento das agroindústrias que, por sua vez, empregam, geram divisas para o poder público e mantém a demanda agropecuária. O ciclo se completa quando o campo consegue reinvestir e melhorar a própria atividade, tornando-se mais produtivo. Vale lembrar também que a receita do agro contribuiu para o desenvolvimento regional do comércio, indústria e prestadores de serviços. Esse dinheiro produz riquezas localmente”.
Confira a seguir um pequeno resumo das falas dos candidatos. Caso queira conferir de forma completa a live está disponível pelo link: https://www.facebook.com/srgpuava/videos/2776803755982017/?v=2776803755982017


Celso Góes (Cidadania)
“Conheço profundamente a prefeitura, estive com o Cesar Filho todos esses anos no passo a passo e espero que se eleito, consiga desenvolver grandes trabalhos junto a Acig e o Sindicato Rural. Com uma relação de confiança, diálogo, atendendo todas as necessidades para continuar Guarapuava com esse grande momento em que vivemos”. 
Pergunta Acig
“Somos muito simpáticos a isso e acreditamos que a criação desse conselho deve ser da sociedade”. 
Pergunta Sindicato Rural 
“Durante todos os oito anos que estivemos com o governo Cesar Filho nós fizemos a conservação de todas as estradas rurais e é o que queremos continuar fazendo. No entanto nós temos uma proposta um pouco mais ousada, 95% das ruas de Guarapuava, da área urbana, tem pavimentação asfáltica, segundo os engenheiros da Surg, acreditamos que no prazo de até um ano e meio a dois anos, nós poderemos completar realmente toda pavimentação asfáltica dentro da área urbana e com isso queremos ser os pioneiros para dar o inicio com o lançamento de um grande programa de pavimentação rural, principalmente, nas mais próximas e principais estradas rurais do entorno da nossa cidade. Guarapuava tem quase quatro mil quilômetros de estradas rurais, evidentemente não temos condições de asfaltar todas, principalmente em um mandato, mas a gente pode iniciar este grande projeto”. 

André Tecchio (DC)
“No meu plano de governo eu estipulei a base em cima de economia, humanismo e cristianismo, importando isso da Democracia Cristã como filosofia. Pretendemos fazer uma reforma administrativa, enxugar, temos que dar o exemplo, temos que ser esse exemplo para comunidade. Meu objetivo é que Guarapuava esteja entre as cinco melhores do estado, que lidere a região”. 
Pergunta Acig
“Meu plano de governo vem de encontro ao anseio da associação. Os comitês terão sim meu apoio. Faremos sim parceria, é de interesse da Democracia Cristã, é de interesse de todos, vamos fazer. A democracia é isso, é essa troca de informação”. 
Pergunta Sindicato Rural 
“O nosso plano de governo tem três níveis, o primeiro é o macro, que é essa aliança que eu havia mencionado, entre todos os municípios. O segundo é o plano micro que seria essa reestruturação e o terceiro plano é o estratégico e a questão de transporte entra aqui. Guarapuava precisa de infraestrutura, as indústrias precisam disso, assim como o agricultor que precisa escoar sua safra, que é o transporte. Precisamos da aliança regional, trabalhar forte, fazer consórcios, a exemplo de Guarapuava e Pinhão, onde o estado entra fornecendo equipamento, maquinário e os municípios entram com a mão de obra. Quero triplicar esses consórcios”. 

Jabur do Motocross (PMN) 
“Primeiramente eu quero investir pesado com fiscalização e ampliação do período das nossas crianças no ensino fundamental para que fique mais dentro da escola. Dar mais condições aos professores para realizarem seu trabalho, principalmente, investindo em tecnologia. Queremos melhorar as estradas rurais do município, criando quatro patrulhas, que vai ficar nos distritos de Guairacá, Guará, Palmeirinha e Entre Rios. Mas essas patrulhas rurais serão comandadas por pessoas que moram na região. Queremos colocar calçamentos irregulares nos principais trechos por onde passa o escoamento da safra e em alguns, pavimentação asfáltica. Desburocratização na área de construção civil também é uma prioridade”.
Pergunta Acig
“Os comitês são fundamentais numa administração moderna, não só para funcionar melhor o que precisa ser feito na cidade, evitando o erro do administrador. Se eleito, vou ouvir as entidades e criar os comitês, nos unindo para somar”. 
Pergunta Sindicato Rural 
“Vamos criar as equipes de manutenção de estradas das comunidades. Vamos ter os programas adequados, ampliando o Porteira a Dentro também. Tudo com fiscalização para que seja um trabalho eficiente”. 

Vitor Hugo Burko (DEM)
“Modernizar a gestão é nossa prioridade. Investir em tecnologia, desburocratizar diversas áreas por meio de um sistema moderno, como construção civil ou abertura de empresas. Queremos estruturar nosso plano por meio de três pontos: precisamos saber quem somos, aonde vamos e como vamos. Precisamos conhecer nossa realidade termos sistemas informatizados e eficientes para gerenciar o mais elementar da administração pública”.
Pergunta Acig
“Temos que definir políticas públicas coletivas. Não serei dono de projeto nenhum, temos que definir politicas públicas comunitárias. No meu governo sempre foi assim, tinha conselho até nos postos de saúde. Sou totalmente a favor e para que meu sonho se realize e as poíticas sejam perenes, nós precisamos de um conselho de desenvolvimento permanente”. 
Pergunta Sindicato 
“Nós tínhamos no meu governo equipes de máquinas nos locais [de manutenção de estradas] que era mais prático e rápido para não perder tempo em deslocamento. Nossa proposta é implantar três subsecretarias nos três principais distritos com parque de máquinas localizados. Tendo as máquinas localizadas e um sistema transparente, onde todo mundo consiga saber onde estão as máquinas, se estão trabalhando. Vamos usar esses instrumentos modernos para poder fazer controle e ter compromisso com a comunidade”. 

Janaína Naumann (Republicanos)
“Estabelecemos para o primeiro ano da nossa gestão um tripé fundamental para retomada do desenvolvimento da nossa economia, cidade e da nossa gente. Não temos uma fórmula milagrosa, mas temos ferramentas públicas necessárias e a força de cada um. Ninguém na administração faz nada sozinho. O desafio de retomar a economia passa prioritariamente pelos cuidados com a saúde e com o setor de assistência social do nosso município. O tripé cuidar da saúde, ampliar o atendimento na assistência social e investir na retomada da economia é fundamental e começa já no dia 16 de novembro, um dia depois das eleições. Nosso plano de governo é composto por 141 projetos e programas desenvolvidos por pessoas qualificadas e ligadas a todos os setores humanos e produtivos de Guarapuava”.
Pergunta Acig 
“Teremos uma administração participativa, onde ouviremos todos os setores, todas as pessoas, para podermos construir juntos o planejamento do nosso município. Temos como uma das nossas propostas um Conselho de Gestão e Planejamento, onde teremos a participação de pessoas ligadas a Prefeitura, Câmara Municipal e as entidades representativas. Com esse projeto temos como objetivo planejar as ações para o nosso município por pelo menos 30 anos,  para que outros gestores possam dar segmento ao planejamento feito por esse conselho”. 
Pergunta Sindicato
“Um dos nossos projetos se chama Campo Forte. Dentro desse projeto temos várias ações para que as estradas recebam periodicamente manutenção. Estive nesses últimos sete meses percorrendo todo nosso município e percebi que há várias dificuldades de acesso e para escoar a produção. Precisamos planejar onde for possível o alargamento das estradas. Isso é possível, temos capacidade orçamentária em Guarapuava. Eu tenho um bom relacionamento com deputados estaduais e federais e com o Governo do Estado. E através dessas parcerias podemos trazer emendas parlamentares para que possamos solucionar problemas e assim não dependermos tanto do orçamento direto do município”. 

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Grupo Pitangueiras