Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Grupo Pitangueiras

Quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Circuito Agro Banco do Brasil em Guarapuava

Em Guarapuava, o Circuito Agro Banco do Brasil foi realizado no dia 14 de junho, no anfiteatro do Sindicato Rural. Durante toda a manhã, produtores rurais da região assistiram palestras sobre crédito para recuperação de solo, energias renováveis, ampliação de sistemas de armazenagens, consórcios e seguros rurais. “O lançamento do Circuito Agro foi em maio, em Brasília. Guarapuava foi a terceira cidade a receber o evento, que tem como objetivo a aproximação do Banco do Brasil com o produtor rural. O BB tem no DNA essa vocação de agronegócio. Sessenta por cento da carteira de crédito rural é no Banco do Brasil. O desenvolvimento do crédito rural e do agronegócio passa pelo BB também. Além dessa proximidade, outro objetivo é levar conhecimento por meio das palestras que achamos interessante para cada região onde o evento vai passar”, detalhou o gerente executivo do BB,  Antonio José Banhara.

Confira a seguir o resumo das palestras:

 

Crédito para recuperação de solo

Alexandre Nunes Leite Rosa – Engenheiro Agrônomo e Assessor de Agronegócios do Banco do Brasil

“Apresentamos aos produtores rurais alternativas de linhas de créditos e financiamentos, para que eles conheçam as ferramentas que o banco tem para apoiar sua atividade dentro da fazenda. Sempre são necessárias melhorias das condições ambientais da propriedade no que diz respeito ao sistema de plantio direto, a recuperação da pastagem degradada, a integração entre a pastagem e a lavoura, silagem, rotação de culturas, mecanismos para correção de solos. O produtor, tendo apoio de assistência técnica, tecnologia e crédito, pode melhorar a sua produtividade investindo no solo e corrigindo suas deficiências. Uma das alternativas que o Banco do Brasil oferece para isso é o ABC (Agricultura de Baixo Carbono), que visa promover a redução das emissões de gases de efeito estufa oriundas das atividades agropecuárias; reduzir o desmatamento; aumentar a produção agropecuária em bases sustentáveis; adequar as propriedades rurais à legislação ambiental; ampliar a área de florestas cultivadas e estimular a recuperação de áreas degradadas”.

Energias Biorenováveis

“Mostramos aos produtores que eles têm hoje um desafio e uma oportunidade. O desafio, que também é uma ameaça, é que nós estamos muito dependentes do combustível diesel, seja no meio rural ou urbano. E o diesel tem data para acabar. A oportunidade é que o produtor tem dentro da fazenda a possibilidade de gerar outras formas de energia: energia elétrica, por meio do sol, do vento, da cana-de-açúcar, gerar biogás através do esterco dos animais, entre outras. E isso já é muito comum em outros países, com usinas enormes do Estado, cooperativas e empresas, como também pequenas usinas nas fazendas, mais familiar. Há uma possibilidade e a gente precisa, no Brasil, desburocratizar, financiar e apoiar essas formas alternativas de energia. Os produtores precisam tomar a decisão de fazer diferente. Então a ideia foi despertar essa curiosidade e mostrar que existem essas ferramentas, provocando-os à ação. Esperamos que eles passem a refletir sobre o que têm na propriedade e como eles podem individualmente ou coletivamente mudar essa realidade, fazendo uma produção de energia sustentável, mais barata, ambientalmente correta e local”.

Programa de construção e ampliação de armazéns

Joseanne Apª Arana Santos – Assessora de Agronegócios Banco do Brasil Regional Guarapuava

“Durante o Circuito Agro, em Guarapuava, busquei mostrar que a safra brasileira tem aumentado, mas os armazéns não tem acompanhado esse aumento. Isso gera problemas, como filas nos portos, fila nas estradas, entre outros. Os benefícios de ter um armazenamento próprio são vários: consegue-se aumentar a janela de venda do produto, não há necessidade de vender somente na safra, consegue dissolver na entre safra, ás vezes conseguindo um preço maior. O Banco do Brasil oferece a linha de crédito PCA, que financia 100% do valor do projeto, com 25 milhões de teto, um prazo pra pagar de até 15 anos e taxa de juros de 5,25% para armazéns de até seis mil toneladas ou 6% para armazéns maiores”.

Consórcios para o produtor rural

 Alexandre Luis dos Santos - Presidente BB Consórcios

“A principal vantagem do consórcio é proporcionar ao produtor rural a possibilidade de adquirir determinados bens e serviços carentes de linhas de crédito, como por exemplo, o imóvel rural. A grande atratividade do produto é, sem dúvida, o custo financeiro reduzido, que por tratar-se de modalidade colaborativa, não possui incidência de juros ou IOF. O BB Consórcio é a única administradora a oferecer todas as modalidades de consórcio: automóveis, imóveis, tratores e caminhões, motocicletas, serviços e outros bens móveis. Essa diversidade gera inúmeras possibilidades negociais. Como exemplo, podemos destacar a utilização do consórcio para implantação de sistemas de energia solar.O BB Consórcio também se destaca por disponibilizar os maiores prazos, tanto no segmento de imóveis, quanto nos consórcios de veículos leves e pesados. Outros diferenciais são a agilidade na condução dos processos de pagamento, sendo referência no mercado e a implementação dos fluxos semestrais e anuais para pagamento das parcelas”.

Seguros rurais

Luiz Antonio Digiovanni – consultor em Seguros Rurais

“Nós temos duas modalidades de seguros: a primeira delas, que já é mais conhecida, é associada ao valor do financiamento que o cliente toma no banco. Esse seguro protege por perdas de eventos climáticos, chuva, seca, granizo, que são eventos que acontecem frequentemente em todas as regiões; a outra modalidade é uma demanda do setor produtivo. É um seguro que não protege só o financiamento, mas também a renda do produtor, o Seguro Faturamento. Ele protege o cliente quando houver eventos climáticos e quando houver queda do preço do produto no mercado. Quando esses fatores prejudicarem o produtor, o seguro indeniza”.

 

 

 

Galeria de Fotos

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Grupo Pitangueiras