Sindicato e Senar realizam curso de casqueamento e ferrageamento equino

Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Paran Silos

Segunda-feira, 11 de junho de 2018

Sindicato e Senar realizam curso de casqueamento e ferrageamento equino

O curso Trabalhador na Equideocultura - avaliação de aprumos, casqueamento e ferrageamento equino vem sendo realizado na Estância Lajeado em Guarapuava, pelo Sindicato Rural de Guarapuava em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), desde o dia 8 de junho. O curso segue até terça-feira (12).

A capacitação está sendo conduzida pelo instrutor Nelson Nogueira Filho. “Este curso, promovido pelo Senar é avançado. Anteriormente havia apenas o curso de casqueamento e ferrageamento, mas surgiu a necessidade de se corrigir o aprumo do cavalo, porque o membro deve estar alinhado com o solo”. O instrutor explica que a preocupação com o aprumo deve ser iniciada logo no terceiro mês de vida do potro e feita até no máximo 10 meses. “Depois dessa idade, o eixo vai entortando e fica difícil de se corrigir”.

O curso, segundo Nogueira, é importante porque o casqueamento e ferrageamento devem ser feitos da maneira correta, já que é importante para o conforto do animal. “Há necessidade de você casqueá-lo ou ferrá-lo para aliviar as pressões que as articulações, os tendões e os ligamentos sofrem. Então, o casqueamento deve ser feito regularmente. E se você tem um solo muito abrasivo, o terreno muito duro, muita pedra, há necessidade de se ferrar, porque a ferradura, na verdade, é um sapato mais duro, que não vai deixar quebrar o casco, não vai deixar machucar a sola do cavalo. Então é necessário esse manejo e cuidado com qualquer cavalo”, detalha o instrutor, que faz ainda um adendo: “É necessário domá-lo antes de casqueá-lo, depois disso tenta ferrar. É um processo que se evoluiu em etapas, sempre pensando no conforto do cavalo”, finaliza.

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Paran Silos