Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Paran Silos

Sexta-feira, 27 de abril de 2018

Sociedade Civil Organizada contra a corrupção

Um movimento que assina Sociedade Civil Organizada tomou conta das ruas de Guarapuava no dia 28 de março, numa manifestação pacífica a favor da honestidade.

Isso ocorreu na data em que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva pretendia passar pelo município com a caravana Lula pelo Brasil, que percorreu alguns município da região Sul do Brasil no mês de março.

A caravana não passou em Guarapuava, mas 5 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, foram às ruas pelo fim da corrupção. O ato foi organizado pela Sociedade Civil Organizada; composta por várias entidades, como Sociedade Rural de Guarapuava, Sindicato Rural de Guarapuava, com o apoio da Assessoria Jurídica (Aliança Legal dos Escritórios Decker Advogados Associados e Trajano Neto e Paciornik Advogados),Associação Comercial e Empresarial de Guarapuava (Acig) e Sindicato das Indústrias de Madeira de Guarapuava, entre outras.

A manifestação lembrava que Lula era condenado em segunda instância por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Produtores rurais, empresários e trabalhadores de diversos setoresse reuniram às 7 horas, no Parque de Exposição Lacerda Werneck. A partir das 9h, os manifestantes saíram em comboio, a pé, a cavalo, de carro e também de tratores pelo centro da cidade.

Todo o trajeto, com mais de 200 veículos, foi acompanhado pela Polícia Militar e guardas do Setran, garantido a ordem e o fluxo do trânsito. 

Ao final, os manifestantes se concentraram no Parque do Lago. “Já demonstramos em outras ocasiões a força do produtor rural e mostramos nossa força novamente nesta manifestação. Não vamos nos entregar. Nós queremos um país justo, com representantes políticos que dão exemplo. Temos que educar nossos filhos com honestidade, ética e mostrar que é isso que vale a pena”, declarou durante a manifestação a advogada e secretária-geral da OAB, Andreia Mariotti, que também é produtora rural.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Guarapuava (Acig), Rudival Kasczuk enalteceu a união que a manifestação representou. “Temos que nos unir sempre. Hoje foi um dia especial. Ver essa luta pela democracia e por políticos honestos. Só temos agradecer a participação de todos e aqueles que nos ajudaram a organizar esse ato em defesa da honestidade. Continuamos nossa luta”.

O presidente do Sindicato Rural de Guarapuava, Rodolpho Luiz Werneck Botelho também comentou o evento. “Foi uma passeata apartidária, ordeira, com famílias, crianças. Foi emocionante ver o tamanho dessa manifestação contra a corrupção. Nós estamos lutando por todos trabalhadores, seja produtor rural, empresários, funcionários das indústrias, pois estamos em uma hora decisiva para o Brasil. Essa eleição que se aproxima é um elo muito grande de divisão do que queremos para o nosso país. O que queremos para nossos filhos e netos? Devemos pensar muito sobre o nosso destino. Fizemos uma manifestação pacífica, em nome da moralidade e honestidade”.

O sócio do Sindicato Rural de Guarapuava, vice-presidente agrícola da ACIG e empresário Romualdo Kramer, comentou de forma orgulhosa a participação na manifestação. “Quero agradecer por ter podido participar e humildemente somar ao movimento de repúdio da nossa Força Agro. Nos meus mais de 40 anos de atividade, nunca vi tanta expressão de presença, força, união e espírito de amor pela nossa atividade. Tudo ordenado, pacífico, participativo, em comunhão de ideais. Lideranças, associações e representações somaram-se aos produtores rurais evidenciando a força pacífica do Agro. Este movimento nos orgulha e tem que ser batizado como início de uma era que espelha a união do setor  que é forte, mas infelizmente algumas vezes ausente e desunido”.

Galeria de Fotos

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Paran Silos