Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Biotrigo

Sexta-feira, 27 de abril de 2018

Controle da ferrugem asiática é foco de novos fungicidas da IHARA

Approve e Fusão EC são novas tecnologias desenvolvidas para o combate das principais doenças da soja no mercado brasileiro

A safra 2017/2018 da soja bateu recorde em focos de ferrugem asiática. Segundo dados do Consórcio Antiferrugem, liderado pela Embrapa, foram contabilizados 635 casos no período. O Rio Grande do Sul foi o campeão com 125 registros, seguido pelo Mato Grosso do Sul com 114 e pelo Paraná com 113. A doença, causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, é capaz de reduzir a produtividade da lavoura em mais de 50% e tem sido o pesadelo de muitos produtores. O problema é agravado pela resistência do fungo a muitos dos fungicidas atualmente utilizados no país.

Disposta a mudar esse cenário, a IHARA, empresa especializada em tecnologias para produção de cultivos, desenvolveu dois novos fungicidas para o controle da ferrugem asiática: o FUSÃO EC traz uma molécula inédita no país e o APPROVE funciona como protetor contra a ferrugem e controla diversas outras doenças da cultura.

O FUSÃO EC possui a metominostrobina, princípio ativo exclusivo, nunca utilizado no Brasil. “A metominostrobina é uma estrobilurina inédita, e chega em um cenário no qual a resistência da ferrugem da soja à fungicidas deste grupo já está estabelecida. Assim sendo, sua performance superior no controle desta doença deve se manter ao longo do tempo”, explica o administrador técnico de vendas da região de Guarapuava (PR), Lucas Gabriel de Souza Bassi.

Além da eficácia, o FUSÃO EC traz como diferencial sua ação sobre toda a planta, o que aumenta o controle. Sua alta velocidade de absorção e movimentação atinge rapidamente todas as áreas da planta, reduzindo a ação das doenças.

Manejo de resistência

A combinação de princípios ativos presente no FUSÃO EC também é uma importante ferramenta para o manejo de resistência. O produto é uma mistura de uma estrobilurina (metominostrobina) com um triazol (tebuconazol). Segundo Bassi, a mescla de ativos de diferentes grupos ajuda a preservar a eficiência de controle do produto.

Outra prática essencial para melhorar a eficiência do controle de doenças, sobretudo na ferrugem da soja, é a aplicação dos chamados fungicidas protetores. Para isso, a IHARA recomenda a utilização do APPROVE, outro fungicida lançado pela empresa no ano passado. A solução é muito mais que apenas uma proteção contra a ferrugem, pois controla a antracnose e o mofo branco, entre outras doenças. Além do amplo espectro de controle, APPROVE traz a vantagem de ter uma formulação moderna, que não flocula nem entope bicos, e maior resistência à lavagem pela chuva.

“Somando os três mecanismos de ação de APPROVE aos dois de FUSÃO EC, o agricultor passa a ter uma solução com cinco mecanismos de ação contra as doenças da soja, o que oferece mais eficiência e melhor manejo de resistência”, explica o administrador técnico de vendas da IHARA.

 

Ampla atuação

As soluções atuam, ainda, em outras culturas no combate a importantes doenças que têm trazido problemas aos produtores. O FUSÃO EC, por exemplo, também possui registro e é indicado para o controle de fungos em milho, trigo, feijão, algodão e arroz. Entre seus diferenciais estão o controle efetivo do complexo de doenças do milho (ferrugem-polisora, cercosporiose e mancha-phaeosphaeria) e de manchas no trigo (mancha-amarela e mancha-marrom), além do brusone no arroz e da mancha-angular no feijão.

Já o APPROVE desponta como solução para o manejo de resistência de doenças como mofo branco, antracnose e mancha alvo, seja na soja ou em culturas como algodão, feijão, milho e tomate.

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Biotrigo