Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Biotrigo

Segunda-feira, 19 de março de 2018

Conselho Temático da Madeira chega a terceira edição

No dia 12 de dezembro de 2017 foi realizado o 3º Conselho Temático da Madeira com o tema: Inovação e Tecnologia Florestal: Do Produtor Rural à Indústria, no anfiteatro do Sindicato Rural de Guarapuava. Organizado pelo Sindusmadeira e Sindicato Rural, o evento fechou a programação técnica do ano de 2017 das entidades, reunindo mais de 60 pessoas.

O presidente do Sindicato Rural, Rodolpho Luiz W. Botelho, acolheu os participantes e destacou a importância da união das entidades representativas em prol dos produtores rurais e do setor florestal.

O presidente do Sindusmadeira, Willian João de Paula, também destacou esta união, que segundo ele, vem dando bons frutos. “É um orgulho estarmos já na terceira edição deste evento, graças a essa parceria entre o Sindusmadeira e o Sindicato Rural. Com o Conselho Temático da Madeira buscamos levar aos produtores rurais e de reflorestamento conhecimento para que possamos conduzir melhor o setor florestal da região e encaminhar melhor este mercado”.

 

Integração Lavoura Pecuária Florestal (ILPF)

Vanderley Porfírio da Silva - pesquisador da Embrapa Florestas

“Os benefícios da ILPF decorrem de uma ordem natural. Hoje, nós temos que produzir mais em uma mesma área de terra. Não temos mais espaço para aumentar a área de produção. O tema que chama mais atenção na integração é a árvore. Até pouco tempo, falávamos que tinha que tirar a árvore para colocar a lavoura e o pasto, mas hoje colocamos a árvore no meio da pastagem. O que o produtor precisa ficar atento é que é possível fazer isso, mas ele precisa procurar a assessoria técnica adequada. Ela funciona, mas o produtor precisa compreender e aprender sobre todas as atividades envolvidas no sistema, a silvicultura, a lavoura e a pecuária. Se houver condução errada no manejo da ILPF, o produtor não conseguirá adquirir os benefícios do sistema”.

 

Nota Fiscal Eletrônica do Produtor Rural: O que muda para 2018?

João Francisco de Assis - Chefe da Divisão Nota do Produtor Rural de Guarapuava-PR

“A Nota Fiscal Eletrônica para o Produtor Rural vai eliminar o problema de perda de nota física. Quando não podemos comprovar a nota no relatório feito pelo nosso departamento e enviado à Receita Federal, perdemos dinheiro que retornaria para o município. Agora com a nota eletrônica ela estará disponível no sistema a qualquer hora. Além disso, haverá benefícios para o produtor rural, que não precisará mais ir até a Prefeitura Municipal prestar contas desta nota. Haverá menos erros na escrituração. A emissão das notas também poderá ser feita em qualquer lugar, por meio do sistema. A emissão da NFP-e deverá ser feita pela Internet, no portal Receita/PR. O acesso é bem simples e no próprio site tem um vídeo explicando o passo a passo do cadastramento. É importante não deixar este cadastramento para última hora”.

Seguros florestais

Lilian WaschburgerCadore – Sócia-proprietária da Evidência Corretora de Seguros

 “Este é o intuito do seguro: que você não tenha a perda do investimento como um todo. Não do lucro, mas do investimento que você fez (na floresta). Hoje, temos um leque muito grande de seguradoras que garantem desde a estufa até o momento da colheita. O que as pessoas fazem? Muitas vezes, fazem o seguro da floresta quando ela tem oito ou 10 anos. Mas se você já fizer o seu seguro no começo desta floresta, o seu custo do seguro também vai ficar menor. É bem importante o cliente saber disso”.

 

Gorgulho do Pinus

Edson Tadeu Iede – Pesquisador da Embrapa Florestas

“O gorgulho é muito mais um indicador de qualidade de plantio florestal que propriamente uma praga. Ele vai atacar plantas que tiveram problemas, desde a parte de preparo de solo, o uso de ferramentas inadequadas para solos compactados ou muito argilosos, com afloreamento de rochas, hidromórficos, e também o uso de mudas passadas. Para fazer um boa plantação, é necessário, no caso florestal, de um engenheiro agrônomo ou florestal, que realmente conheça a área e possa dar uma boa indicação técnica para a realização dos plantios”.

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Biotrigo